Buscar
  • Reliane de Carvalho

A força de crescimento que existe por detrás das circunstâncias...

O silêncio leva-nos a voz mais profunda da existência, ao grito da nossa alma, a nossa verdadeira essência..

As circunstâncias, o momento, os acontecimentos levam-nos ao convite de um profundo silêncio, e esta introspecção que ganha vez, faz-nos perceber que a lá no nosso íntimo, aquilo que estava em profundo esconderijo, é a maior voz que pode existir, a nossa voz interior, a nossa força, a nossa essência de amor...

E por vezes, são as nossas emoções, os medos, as situações vividas, o envolvimento com a rotina que não nos deixa mergulhar e desvendar todo o grande mistério que carregamos dentro de nós, o que faz parte da singularidade da nossa alma, e o que nos caracteriza como seres tão diferentes um dos outros...


E neste momento de profunda voz de sofrimento, convido-o a fazer esta viagem interior, a fazer esta viagem para dentro de si e a tentar mergulhar no mais profundo do seu íntimo. Convido-o a deixar de lado a vestimenta do medo, das preocupações, das lamentações e a tentar perceber o que tem dentro do seu "Ser", e toda a energia motriz que carrega. A qual é suficiente para mover um mundo inteiro, quanto mais o seu mundo que está em constante mudança, em constante transformação... Convido-o a abandonar a crítica, a crítica do outro, da política, das estratégias que estão sendo tomadas neste momento, e a fazer a sua parte por si, pelo outro, por nós. E continuar nesta viagem de aprofundamento. Este é o momento, este é o momento de crescimento, este é o momento de aprimoramento...


E felizes daqueles que hoje, nesta viagem imposta pelas circunstâncias, ao invés de estar em sofrimento, está a conseguir voltar a sua energia para a construção, para o seu aprimoramento, para o seu crescimento. E é certo de que esta viagem, esta possibilidade desta viagem depende de uma série de fatores, quem está mais saudável emocionalmente possui mais facilidade de fazê-la. Mas se não está bem emocionalmente o grande convite é para o trabalho das emoções. Sugiro que comece por partes, que comece por adotar crenças positivas, pensamentos positivos, e quando o medo e os pensamentos negativos começarem a fazer vez, mande-os embora, repreenda-se, diga está tudo bem, tudo isso vai passar, nós vamos vencer, tudo isso vamos superar... A repetição positiva acaba por ganhar vez e traz força de cura... E é necessário que nesta época de crise, de medo, de incertezas, sejamos movidos pela esperança e que insistamos na crença positiva, em afirmações positivas, para não deixar o desespero ganhar vez, para não deixar o medo se sobrepor a fé, para não deixar o medo ser mais forte do que a esperança de que depois da tempestade sempre vem a bonança...


Portanto, se há emoções não saudáveis que o impede de fazer a sua viagem interior, o grande segredo é ficar em amor, é sugestionar-se de forma positiva, é insistir nestas sugestões e nestes pensamentos bons, até que aos poucos as águas da sua consciência vá ficando límpida o suficiente para que consiga mergulhar ainda mais profundo em direção a sua alma e ao seu verdadeiro mundo interior.

Isso é possível, creia, insista, todos nós somos donos de uma fortaleza incrível, e quando a encontramos, pensamos de certa forma arrependidos porquê não fomos capazes de acessá-la antes, tamanho é o impacto positivo que isso traz. E neste sentido, sugiro que acredite nisso, acredite na sua força interior, acredite na força da sua alma, acredite em tudo o que tem dentro de si e todo o seu poder de transformação. Somente quando acreditamos que temos algo muito forte dentro de nós e que pode ser acessado, somos capazes de dar início a nossa viagem interior em busca desta energia, que não nos faz seres maiores e nem melhores do que ninguém, mas capazes de transitar pelo caminho da vida de forma mais leve e mais fluída. Crentes de que não há tempestade, não há dor, não há momento difícil que não seja profícuo e dono de uma grande capacidade de ensinamento, pois tudo aquilo que não mata fortalece, ensina e enriquece. Pensemos nisso, na nossa viagem interior, ao invés de agora neste momento de dor estarmos a concentrar nossa atenção em mais tristeza, em mais intriga, em mais medo, em mais desamor...


Reliane de Carvalho.

62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo